Filme sobre 4 lésbicas estreia em São Paulo

0
Filme 4 minas

Estreia em outubro, em São Paulo, o documentário “4 Minas”. Escrito e dirigido pela vocalista da banda Dominatrix, Elisa Gargiulo, o filme mostra as semelhanças e diferenças na vida de quatro jovens que, a princípio, compartilham de uma única coisa em comum: a orientação sexual.

Durante um mês, Elisa acompanhou a vida de quatro lésbicas do Estado de São Paulo. São elas: Priscilla Maia, tatuadora e fisiculturista, Maria Cristina Grasselli, guarda-vidas e patinadora profissional, Fernanda Dias, designer digital, percussionista e evangélica (ex-designer e co-fundadora do Sapatômica) e Luana Hansen, MC, sonoplasta e ex-viciada em crack.

A câmera percorreu estúdios de tatuagem, praias com mar revolto, uma clínica de reabilitação, um show de rap, um culto evangélico de uma igreja inclusiva, entre outros lugares em que a população LGBT está presente para contar a história a partir dessas quatro perspectivas. “4 Minas” mostra essas quatro vidas ricas de sentimentos e significados que, pra além das identidades e orientações sexuais, são puramente humanos.

Dia: 14/10/2012
Horário: 17h
Local: ECLA – Espaço Cultural Latino Americano

Endereço: Rua da Abolição, 244 – Bixiga – SP
Evento gratuito. Sujeito à lotação (72 lugares).
Após a exibição do filme, haverá debate com a diretora e as quatro participantes.

4 Minas
Perfil das personagens

• DJ, MC e sonoplasta, LUANA HANSEN teve sua vida filmada durante um mês para o documentário. Junto com outras três meninas, mostrou seu cotidiano e contou histórias de vícios, superação e disciplina, se apoiando em sua paixão pela música pra seguir em frente com os próprios sonhos.

• Tatuadora e fisiculturista, a jovem de Ribeirão Preto, PRISCILLA MAIA mostrou seu dia a dia e contou histórias de perdas e alegrias, resgatando na memória a força pra seguir em frente com os próprios sonhos.

• Patinadora profissional e guarda-vidas temporária, MARIA CRISTINA GRASSELLI, mais conhecida como Gaúcha mostrou seu trabalho, feito com dedicação e seriedade, e sua paixão pelo esporte, que, como conta no filme, salvou sua vida de uma situação quase fatal.

• Musicista e programadora de internet, a jovem paulistana evangélica FERNANDA DIAS contou histórias da infância e da adolescência, numa teia de descobertas, sonhos e fé.

A diretora
Natural de São Paulo, videomaker, ativista feminista e lésbica, Elisa Gargiulo, 32, está desde 1995 à frente da banda de hardcore Dominatrix.

O filme
Produzido por uma equipe formada apenas por mulheres lésbicas ou bissexuais. O cartaz, por exemplo, é de autoria da artista Elisa Riemer, autora do polêmico cartaz da parada LGBT de Maringá. O filme é um dos projetos contemplados pelo edital LGBT do ProAc 2011, iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura que visa fortalecer a produção cultural com esta temática.

Facebook                                               Twitter                                            Youtube

Confiram os vídeos:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest