Ambulatório para travestis e transexuais de João Pessoa é destaque no Ministério da Saúde

0

Ambulatório de Travestis e Transexuais da Paraíba
O Ambulatório para Travestis e Transexuais do Complexo Hospitalar de Doenças Infecto-contagiosas, Clementino Fraga, que integra a rede de saúde do Governo do Estado da Paraíba, foi escolhido pelo Ministério da Saúde para participar da II Mostra Nacional de Experiências em Gestão Estratégica e Participativa no SUS (Expogep). A mostra vai acontecer no período de 2 a 5 de fevereiro de 2014, em Brasília. O espaço foi inaugurado há seis meses. O serviço é o sexto do Brasil e o primeiro do Nordeste.
No evento, a diretora do geral do Clementino Fraga, Adriana Teixeira, vai fazer uma apresentação oral sobre o “Direito à Saúde e Diversidade’ onde será apresentado o trabalho realizado na Paraíba. O trabalho teve a co-autoria da gerente do Espaço LGBT da Secretaria da Mulher e Diversidade Humana do Estado, Roberta Schultz, que é parceira do Clementino Fraga.
O trabalho que será apresentado na Expogep, segundo explicou Adriana Teixeira, é um levantamento das experiência exitosas voltadas para a população LGBT. O corpo de profissionais do ambulatório é formado por ginecologistas, endocrinologistas, psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas e fonoaudiólogos. “O ambulatório do Clementino Fraga é o mais completo do Brasil e se tornou referência para outros Estados”, destacou Adriana Teixeira.
Ela explicou que, para a implantação desse serviço, houve uma ampla discussão entre o Governo do Estado, por meio das Secretarias da Saúde e da Mulher e Diversidade Humana com o movimento LGBT que reivindicava um local para cuidar da saúde integral desta população. “A inauguração do ambulatório representa um momento importante na saúde da Paraíba, que é a igualdade de direitos que está sendo oferecida à população LGBT”, afirmou Adriana Teixeira.
De acordo com ela, os avanços alcançados nos últimos anos no que diz respeito à saúde da população LGBT, mostram a determinação do Governo em oferecer um atendimento com qualidade e eficiência sem discriminação. “Essa escolha por parte do Ministério da Saúde mostra que estamos no caminho certo e significa mais um incentivo para continuarmos na nossa luta diária em favor da saúde do nosso Estado”, enfatizou Adriana Teixeira.
Sobre o ambulatório – O ambulatório para Travestis e Transexuais foi inaugurado no dia 24 de Julho de 2013 e fica situado no anexo do Complexo Hospitalar de Doenças Infecto-Contagiosas Dr. Clementino Fraga. O primeiro atendimento foi realizado no dia 25 de agosto de 2013. Nesses seis meses de funcionamento, foram atendidas mais de 350 pessoas. O ambulatório funciona de segunda a sexta-feira, nos dois turnos. De manhã das 7h às 11h e à tarde das 13h às 17h. Todo atendimento deve ter marcação prévia.
O Ambulatório é um espaço específico para o atendimento da população de travestis e transexuais dos 223 municípios paraibanos e mais dois Estados da região Nordeste: Pernambuco e Rio Grande do Norte. Após encaminhamento da Secretaria de Estado da Mulher e Diversidade Humana, o Prontuário é aberto e cada pessoa recebe o cartão do usuário. Munido desse cartão, o paciente faz o agendamento para uma das especialidades existentes no ambulatório. Os telefones para contato: são (083) 3218-5415 e 3218-5416.
Fonte: Assessoria de Imprensa

Facebook A Liga Gay

Compartilhe:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest