Conheça o “Translendário”

0
Um certo calendários com imagens de trans está gerando bastante polêmica, foram impressos 400 exemplares que, desde janeiro, são distribuídos em eventos e ONGs ligadas ao movimento LGBT.

O “Translendário” pode sercomercializado no valor de R$ 10, mas a venda está suspensa (por enquanto), depois que o calendário recebeu críticas na Assembleia Legislativa do Ceará.

O deputado estadual Fernando Hugo (PSDB-CE) apresentou o “Translendário” na manhã de terça-feira (8) no plenário da Assembleia Legislativa afirmando que as imagens o fizeram se sentir desrespeitado como cristão. “Eles [grupo LGBT]que tanto querem respeito, deviam primeiro respeitar”, disse o deputado em contato com o G1 nesta quarta-feira (9).

Segundo Silvero Pereira, o calendário traz releituras de obras de arte. “Não tem nada a ver com religião. É uma releitura artística, das obras de arte, assim como é feita em outras artes. Michelangelo e Da Vinci nem católicos eram”, diz.

Abaixo você confere o significado de cada foto e as fotos do “Translendário”:

Janeiro: “Criador e a (Trans)Criatura” releitura da obra “A Criação de Adão”, de Michelangelo.

Carmen Miranda é representada, no mês de fevereiro, em “Disseram que voltei Trans-Operada”

 A “Mona Lisa” faz referência ao quadro “Monalisa” que ganha versão “Mona” em calendário.


“O Último Truque” faz referência ao quadro “A Última Ceia”, de Leonardo da Vinci.
A Pietà, de Michelangelo versão trans, um dos que geraram a polêmica com os religiosos.


Transformistas recriaram a fotografia “Raising the Flag on Iwo Jima” com “A queda do império monocromático”.

A capa clássica do disco “Abbey Road”, do The Beattles, também é lembrada no mês de julho na versão “Crossdressroad”.

“Transvênus”, releitura da obra “O Nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli.

 “Brasilian Modern” do quadro “American Gothic”, do pintor Grant Wood.

O Homem Vitruviano, de Leonardo da Vinci, transforma-se em “Trava Vitruviana” no mês de outubro.


“A Trava com brinco de vidrilho” faz referência à tela “ Moça com brinco de pérola”, do pintor holandês Johannes Vermeer.

E em dezembro só a nudez das trans para polemizar.




Compartilhe:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest