Gay morre em Camarões após ser condenado por enviar mensagem de amor para outro homem

0
Roger Jean-Claude Mbede

Um homem gay foi condenado a morte em Camarões, ele foi preso por enviar uma mensagem de texto a um outro homem dizendo: “Eu sou muito apaixonado por você”, e que mais tarde foi declarado prisioneiro de consciência pela Anistia Internacional, morreu, de acordo com a advogada que trabalhou em seu caso.

Roger Jean-Claude Mbede, 34, morreu sexta-feira cerca de um mês depois de sua família o trouxe do hospital onde ele havia buscado tratamento para uma hérnia, disse a advogada Alice Nkom.
“Sua família disse que ele era uma maldição para eles e que deviam deixá-lo morrer“, disse ela.

Mbede foi preso em março de 2011, em conexão com a mensagem de texto e condenado no mês seguinte sob uma lei que impõe até cinco anos de prisão por atos homossexuais. Ele recebeu uma sentença de três anos .

O país traz mais casos suspeitos contra homossexuais do que qualquer outro país Africano, de acordo com a “Human Rights Watch”. O grupo de direitos humanos disse em um relatório de Março de 2013, que pelo menos 28 pessoas haviam sido presas sob a lei nos últimos três anos.

Mbede desenvolveu a hérnia na prisão. Em julho de 2012 foi-lhe concedida liberdade provisória por razões médicas, e ele passou a se esconder. Um tribunal de apelações confirmou sua condenação em dezembro de 2012.

“Eu acuso o Estado”, disse Alice, a mais proeminente de um pequeno grupo de advogados em Camarões dispostos a defender suspeitos acusados ​​de violar a lei anti-gay de Camarões. “Se não tivesse havido a criminalização da homossexualidade, ele não teria ido para a prisão e sua vida não teria sido a mesma. ”

Funcionários camaroneses foram sem remorso sobre a sua aplicação da lei anti-gay, e rejeitaram as recomendações do Conselho de Direitos Humanos da ONU para proteger as minorias sexuais da violência. Aparecendo diante do conselho em setembro de 2013, Anatole Nkou, o embaixador de Camarões para Genebra, testemunhou que um proeminente ativista dos direitos gays encontrado torturado e morto no ano passado, morreu por causa de sua “vida pessoal”, o que causou protestos de grupos de direitos humanos internacionais.

Lambert Lamba, um ativista camaronês que trabalha em nome das minorias sexuais, disse que Mbede tinha saído do hospital por cerca de um mês antes da sua morte e não tinha recebido nenhuma assistência médica durante esse tempo.

“Sua família disse que eles estavam indo para remover a homossexualidade, que nele estava”, disse Lamba. “Eu fui vê-lo em sua aldeia. Ele não conseguia ficar de pé, ele não podia falar. “

Neela Ghoshal, pesquisador sênior dos direitos LGBT da Human Rights Watch, pediu aos policiais camaroneses para investigar a morte de Mbede à luz de relatos de que ele pode ter sido impedido de receber tratamento médico.

“Roger era um homem corajoso, que se tornou um ativista acidental depois que ele foi preso simplesmente por expressar seu amor por outro homem”, disse Ghoshal

Alexandre Marcel, presidente do comitê francês do Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia, condenou as ações da família em um comunicado, dizendo que ele era um lembrete de que as minorias sexuais devem lutar contra o preconceito, tanto a nível da família e do estado em países anti-gays quanto em todo o mundo.

Também na sexta-feira, seis homens no vizinho Gabão foram liberados após ser acusado de participar de um casamento do mesmo sexo. Os funcionários que os prenderam por uma noite decidiram não apresentar acusações contra eles depois de determinar que nenhum casamento tivesse ocorrido, disse o promotor Sidonie Flore Ouwe.

Gabão é um dos 11 países da África sub-saariana África que não criminaliza atos homossexuais, de acordo com a Anistia Internacional. No entanto, Ouwe disse que uma cerimônia de casamento gay constituiria obscenidade e uma afronta à ordem pública punível por lei.

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest