Gusttavo Lima é acusado de Homofobia na Bahia

0

Em nota divulgada pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) no domingo, 23 de Junho, o cantor Gusttavo Lima é acusado de homofobia por suas atitudes e declarações durante show realizado na cidade de  Porto Seguro (BA), na última quinta-feira. Durante a apresentação ele e um músico de sua banda “desmunhecavam” enquanto ele cantava a música “Piradinha”.

Na apresentação o cantor também transformou a camiseta em um “bustiê”. Em outro momento, ele disse a um fã na plateia: “Tênis verde! Isso não é coisa de homem”. O show foi na abertura do são joão do município,

A entidade baiana afirma que o cantor usou “expressões consideradas pejorativas e trejeitos homofóbicos” e de “forma equivocada para afirmar sua masculinidade lançando mão a estereótipos que reforçam preconceitos e promove a discriminação contra LGBT”.

“Penso que o cantor, por ter um visual gay, expressado pelo corte de cabelo, gestual cênico, uso de roupas coladas ao corpo, camisa baby look, por isso ele reproduz esses preconceitos como uma possível forma de se afirmar como homem”, afirma o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, que compara o modelo físico adotado pelo cantor como predominante da cultura gay mundial.

“São desnecessárias essas patacoadas cênicas de Gusttavo Lima, pois ele alimenta preconceitos e acirra os ânimos, sugiro que busque outro meio para encher linguiça em seus shows”, conclui de forma ríspida a nota da entidade.

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Myke Fonseca

Ativista LGBT, Vice presidente do MEL (Movimento do Espírito Lilás – Movimento Gay de João Pessoa) – Formado em Marketing, atua nas áreas de Design Gráfico, Web Design e Assessoria de Marketing, Empreendedor e Cooproprietário dos sites: http://www.aligagay.com e http://www.portalinboox.com

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest