Somos Todos João Antônio Donati, vamos combater a homofobia!

0

Estamos vivenciando um momento histórico no Brasil, pela primeira vez é discutido sobre a criminalização da homofobia e o casamento civil igualitário em debates políticos. Porém, também vivemos em uma das fases mais perigosas para ser homossexual no país, cada vez mais as pessoas se sentem a vontade para se expressar e “sair do armário” e a cada dia aumenta a quantidade de crimes contra pessoas homossexuais em nosso país.
Hoje em dia alguns políticos cristãos acham bonito dizer que são fundamentalistas e que seguem o que diz a bíblia, mas o amor ao próximo que é um dos primeiros ensinamentos não conseguem seguir. A morte de vários homossexuais no Brasil estão ligadas diretamente com o avanço das bancadas religiosas fundamentalistas e o boom da massa cristã eleitora que acredita que pastores devem ocupar cargos políticos, mesmo sendo duas áreas tão distintas.
Entre projetos de “Cura Gay” e expulsão de homossexuais de templos religiosos que avançam nas assembleia, vemos projetos como o da criminalização da homofobia e do casamento igualitário sendo enterrados ou engavetados. Isso é uma manobra política fundamentalista que não se importa com a quantidade de homossexuais mortos, e que querem que esses deixem mesmo de existir, pois não representam o certo, segundo diz o livro da sua religião.
Homofobia é crime
Um país laico com partidos e políticos abertamente cristãos que discutem e manipulam projetos segundo o que está na bíblia, isso é um ultraje. Há uma candidata a presidente que vem apoiada por diversos fundamentalistas como Marco Feliciano e Silas Malafaia, e não quer que falem que é fundamentalista por causa de sua religião, está bem, vamos chama-la de equivocada politicamente, já que não apoia projetos para o bem da sociedade e apoia a morte de tantos homossexuais no Brasil.
A atual presidente de nosso país já dialoga sobre a criminalização da homofobia, mas nada o fez em papel e nos últimos quatro anos não se viu uma manobra política para tornar crime a homolesbotransfobia em seu governo. Várias políticas públicas para LGBT foram alcançadas nos últimos anos desse governo, e isso é inegável. Mas a homofobia deveria ser pauta principal, a discriminação e o assassinato de homossexuais e transexuais é algo que vivenciamos desde 1980 ou até mesmo antes disso.
Essa semana o Brasil ficou chocado com a morte do jovem João Antônio Donati assassinado brutalmente e jogado em um terreno Baldio. Ele teve as pernas e o pescoço quebrado e em sua boca havia um bilhete onde estava escrito “Vamos acabar com essa praga”, um claro aviso homofóbico que deixou com medo milhões de homossexuais, pois o caso está repercutindo internacionalmente.
Já está na hora das pessoas LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) darem um basta nesse avanço homofóbico. Presidentes de entidades nacionais que trabalham com a população LGBT e combatem a homofobia, mostrem a sua força, discutam com punho firme com os presidenciáveis, façam com que todos eles coloquem em pauta a criminalização da homofobia.
E para os milhares de homossexuais que possam ver esse artigo, saibam que somos todos João Antônio Donati e estamos a mercê de homofóbicos que querem a morte e a humilhação dos homossexuais. Por isso esse ano, vote em candidatos que apoiam a luta contra a homofobia, que mostrem que tem projetos para a causa LGBT, não pensem apenas em vocês, pensem em todos os homossexuais que morreram, que morrem e que morrerão nesse país cheio de homofobia e discriminação. Chega de homofobia, vamos vingar João Antônio Donati nas urnas e nos movimentos de rua!

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest