Madblush lança novo EP e faz show em São Paulo

0

cactus ii madblushArtista fará show este final de semana no “Cabaret da Cecília” e lançará seu novos Hits de 2018

Nós já falamos aqui da Revelação da música pop eletrônica brasileira chamada Madblush, ele lançou o seu segundo EP – Cactus II – na última terça-feira, 20 de março. A polêmica capa traduz a alma do álbum com o artista segurando uma Bíblia, uma criação de Alessandro Avila e Chris Peterson da eletromagneti.co.
      No próximo sábado, dia 24, o cantor fará um show com entrada franca no “Cabaret da Cecília”, em São Paulo, onde irá apresentar as novas canções – 4.7.8.24, Bitch and Rat, Eva Angélica, Homophobic e Sempre Quis. As cinco faixas já estão disponíveis no SoundCloud  e Youtube 
    Em Cactus II, Madblush mescla electro, pop e funk mais uma vez, incluindo ainda pitadas de trap, batuque e baião nas músicas feitas para agitar pistas de dança. Expoente da MPBTrans, o artista faz das letras instrumentos de reflexão e protesto. Machismo, homofobia, fanatismo religioso e o amor livre servem de inspiração para músicas com toques de ironia e humor. A produção do EP é de Madblsuh e OTA.
      No ano passado, Madblush foi destaque no Gay Music Chart Awards – premiação do canal francês que acompanha a produção musical do gênero em todo o mundo. O artista venceu na categoria melhor clipe brasileiro de 2016 com “Lovelovelove”. Ficou ainda na lista dos 20 melhores clipes LGBT, de acordo com o Guia Gay São Paulo, com “Não me diga o que fazer!”.
     Também em 2017, o artista fez shows em Montevidéu, no Uruguai, e participou do Queer Lisboa 21 – Festival Internacional de Cinema Queer. O clipe “Brasil”, com direção de Thiago Carvalho, foi um dos destaques da mostra na capital portuguesa. Em janeiro deste ano, Madblush abriu o show da cantora Ludmilla na Parada Livre na cidade de Canoas (RS) para um público de aproximadamente 40 mil pessoas. Seu último lançamento foi o clipe dirigido por ele mesmo da música Bati Kuku. Um hit para o verão, mas também um manifesto artístico.

> As músicas de CACTUS II:

 
4.7.8.24

Nessa faixa Madblush traz um pop com uma levada funk dizendo que na pista de dança quem faz o “tempo” é ele. Só não dança quem é “fraco”! Talvez essa seja a faixa mais pop do novo EP. E o convite é reforçado chamando todo mundo pra um vogue ao estilo Madonna.

Bitch and Rat

Nesta mistura de funk carioca com batuque e baião, Madblush traz uma crítica bem humorada ao comportamento machista ou heteronormativo que traz vários preconceitos para dentro das relações. Em versos como “Eu me maquio e você malha… Eu uso salto e você falha.” o artista traz uma perseguição de gato e rato ou melhor “Bitch and Rat”. Como em várias músicas do artista, Madblush mistura português e inglês.

Eva Angélica

Essa é, na verdade, um interlude trazendo uma crítica-deboche ao comportamento de religiões que, segundo Madblush, fazem um desserviço à sociedade atual com regras e comportamentos retrógrados cheios de preconceito e falsos moralismos. O artista mostra uma nova heroína – “mulher maravilha crente”.

Homophobic

Aqui, uma mistura de electro, trap, batuque e funk traz um manifesto sobre o comportamento homofóbico que está impregnado na nossa sociedade, nas religiões que predominam influenciando no Brasil e no mundo. Um manifesto claro e objetivo para “quebrar”  esse verdadeiro mal que ainda dita muita regra por aí.

Sempre quis

Nessa mistura de electropop com reagaton, Madblush fala sobre o desencontro do amor em uma letra marcante e intensa em versos no refrão que diz: “Você não me conhece, não me vê. Não senti minha falta, não sabe que eu posso te ver… Não me conhece, não percebe… Não sente minha alma. Não sabe que eu posso te ter.”

Abaixo confiram o clipe “Bati Kuku”:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Willamys Guthyers

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), assessor de Mídias Sociais em diversas empresas, crítico, político e ativista.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest