Caso Mauro Antônio Côrtes é caracterizado crime homofóbico e será levado a âmbito internacional

0

Assassinado em 2005 - Crime com caracteristicas homofóbicas.

Em uma sessão na última quarta-feira, dia 24/09 no Fórum Criminal de João pessoa – PB, aconteceu o julgamento de Adriana Souza Barbosa acusada de assassinar o jovem Mauro Antonio Côrtes. A vítima que era homossexual foi assassinada com requintes de crueldade, o corpo foi encontrado em um casarão abandonado na rua da areia, com um corte na cabeça e no pescoço, uma cruz no peito riscada com um objeto cortante, deixando as vísceras expostas e teve a cabeça esmagada por um paralelepípedo. Claramente um crime homofóbico.

Mauro morava no prédio conhecido como “18 andar”, próximo ao local onde foi assassinado. A vítima que era militante do Movimento do Espírito Lilás (MEL) e trabalhava como cabeleireiro. Na época do crime o então Secretário Nacional de Segurança esteve na Paraíba e se encontrou com o secretário de estado da segurança pública.
Estiveram na sessão membros importantes do movimento LGBT de João Pessoa, como Renan Palmeira e Myke Fonseca, Presidente e Vice-Presidente do Movimento do Espírito Lilás (MEL), Fernanda Bevenutty, representando a Associação de Travestis e Transexuais da Paraíba (Astrapa) e Marli Soares, representando o Grupo de Mulheres Lésbicas e Bissexuais Maria Quitéria (GMMQ).
O poder público de esfera estadual e municipal também esteve presente, Victor Pilatto, representando a Gerência de Direitos Sexuais e LGBT do Governo do Estado, e Lila Santos, Representando a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e LGBT da Prefeitura Municipal de João Pessoa.
Julgamento do Assassinato de Mauro Antônio Côrtes
O Promotor de Justiça Marinho Mendes, responsável pelo caso fez vários questionamentos a Adriana que sempre alegava não ser culpada do assassinado de Mauro. A mesma caiu em contradição várias vezes quando disse estar em casa na noite do crime e uma das testemunhas ter dito que esteve em um bar com ela pouco tempo antes da morte do jovem, quando questionada se era usuária de drogas, respondeu que não. Também foi desmentida pelo depoimento de familiares, que disseram que ela é usuária de Crack e alcoólatra.
Testemunhas disseram que certa vez a acusada em uma briga com uma testemunha de nome Cláudia viram e ouviram a mesma dizer: “eu matei aquele “VIADO” e mato você também”. A réu já foi presa por assassinar uma mulher, na qual cumpriu uma pena alternativa trabalhando no terminal rodoviário. Os donos dos estabelecimentos próximos a sua casa, alegaram que ela é perigosa e que anda com uma faca, um deles até disse que a mesma a ameaçou de morte.
Segundo alegou Promotor o caso poderia ter acontecido por ciúmes de seu companheiro denominado “Careca”, o mesmo nutria uma paixão por Mauro e foi visto segundo amigos da vítima com ele antes de ser assassinado. “Careca” faleceu há algum tempo, por isso não apareceu para depor. Uma das vizinhas de Mauro ouviram Adriana conversar com “Careca” e dizer que foi ele quem matou Mauro, Adriana negou essa acusação. A réu também é acusada de cometer vários furtos em lojas do centro de João Pessoa.
A Promotoria não levou o caso mais a frente por existirem muitas brechas nos depoimentos e também pelo sumiço de 3 pessoas que constam em vários dos depoimentos. Alguns deles bastante importantes para a resolução desse caso. Mas deixou claro que isso é crime de homofobia, e que nossas lei precisam ser modificadas.
“As leis andam mais atrasadas que a evolução da sociedade” disse o Promotor de Justiça, Marinho Mendes. Sobre o crime, ele diz que deve sim ser levado para uma esfera maior, pois, crimes assim não devem ficar impunes. “É um crime homofóbico sim! Foi um crime homofóbico por aversão a orientação sexual da vítima”. O promotor ainda disse que as investigações devem ser reabertas com a intenção de descobrir o verdadeiro culpado pelo assassinato de Mauro!

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Ativista LGBT, Vice presidente do MEL (Movimento do Espírito Lilás - Movimento Gay de João Pessoa) - Formado em Marketing, atua nas áreas de Design Gráfico, Web Design e Assessoria de Marketing, Empreendedor e Cooproprietário dos sites: http://www.aligagay.com e http://www.portalinboox.com

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest