Melissa, um grito de socorro no carnaval do Rio de Janeiro

0
Melissa princesa gay carnaval

A travesti Melissa Freitas, também conhecida como Mel, eleita a 2ª Princesa Gay do Carnaval de 2013, foi vítima essa semama de espancamento e jogada de uma passarela sobre a linha do trem após sair da quadra da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel por volta das 2h, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Atualmente a morena de 28 anos está internada no hospital Albert Schweitzer e tem fraturas na bacia e no fêmur. Mel iria desfilar em duas escolas do Grupo Especial e no Grupo A. Após ser agredido,concedeu entrevista  para o RJTV da cama do Hospital situado em Realengo.
“Comecei a me debater para sair daquela situação, aí começaram a me bater, me bateram muito. Aí quando eu fiquei mole, eles me jogaram lá de cima, ainda fiquei pendurada. Nasci de novo”, conta a travesti.
Melissa internada
Imagem de Melissa internada no hospital

A polícia trabalha para identificar os dois homens que agrediram a jovem, a vítima ajudou agentes a confeccionar o retrato-falado dos agressores. A polícia também está em busca de câmeras que possam ter filmado a ação dos criminosos. Infelizmente Melissa não poderá desfilar esse ano no carnaval e terá que passar por uma cirurgia.

retrato falado dos agressores de Melissa Freitas
Retrato Falado dos Agressores
Queremos o fim de crimes homofóbicos e preconceituosos em nosso país casos como esses só nos deixam cada vez mais tristes e receosos. O governo do Rio de Janeiro está fazendo uma campanha de combate a homofobia no carnaval, esperamos que muitas pessoas se conscientizem, vejam a imagem abaixo:

Campanha carnaval sem homofobia rio de janeiro



Facebook A Liga Gay

Compartilhe:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest