O Sucesso e o fiasco da XI Parada do Orgulho LGBT de João Pessoa

0

Ontem (26/08) aconteceu a maior Parada do orgulho LGBT da Paraíba, sem dúvida foi o evento que marcou o mês de agosto na cidade de João Pessoa. O evento que foi realizado pelos movimentos LGBT de João Pessoa, com apoio da PMJP (Prefeitura Municipal de João Pessoa), Governo do Estado da Paraíba, OAB e outros orgãos importantes para o combate da homofobia da Paraíba.

É importante lembrar que houveram falhas, muito sérias. O andamento da Parada LGBT foi criado e divulgado na mídia paraibana, os trios e o palco tinham pulseiras para as pessoas identificarem quem iria subir. Mas isso não ocorreu, um militante resolveu se intitular coordenador da Parada, logo de início não quis ajudar a ornamentar os trios, transformou o trio “raça” no trio principal, passando por cima de tudo o que foi pensado dentro do movimento em várias reuniões. 
Como se não bastasse colocava quem ele queria para cima do trio, e junto com a Funjope/PMJP arquitetou para que os militantes e apresentadores que iriam subir ao palco fossem barrados. 
As transexuais não se sentiram contempladas, pois não houve a fala das militantes femininas durante o evento, fala essa barrada por esse mesmo militante que se intitulava coordenador da Parada. Não é de hoje que esse militante faz dessas com o movimento, ano passado durante a parada ele assinou um documento com uma banda e quem pode ser processado é todo o MEL (Movimento do Espírito Lilás).
Durante o evento uma das pessoas que estavam na área privada da PMJP (Prefeitura municipal de João Pessoa) faltou com o respeito ao Presidente do MEL Luciano Bezerra e  com a militante Dayse Maria que ficaram revoltados com as atitudes homofóbicas tomadas pela PMJP a mando de uma pessoa que só foi na Parada com interesse de acabar com a mesma.
Por fim não teve o discurso do Presidente do MEL que se retirou do evento, e a Prefeitura de João Pessoa que já tinha barrado os militantes se apossou de vez do evento. Tendo até falas políticas dizendo que o prefeito Luciano Agra que tinha feito todo o evento.
É necessário lembrar que a Parada já tinha sido adiada por falta de apoio da Prefeitura, que ao trazer Wanessa Camargo acharam que estavam ajudando bastante o evento, e estavam, mas o que fizeram com o evento e o modo que colocaram isso foi completamente equivocado. A Parada é do Movimento LGBT e não de qualquer orgão Público.
Por fim em apoio ao movimento de mulheres, contamos que aconteceu de um dos seguranças da PMJP agredirem uma mulher com socos, durante a discussão mais duas pessoas (outra mulher e um homem) também foram agredidas verbalmente e fisicamente. UMA VERGONHA!


Compartilhe:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest