Rainbow Riot: Projeto apresenta músicos LGBT que vivem em países LGBTfóbicos

0

Onde ser gay é ilegal, a música mostra ser superior à LGBTfobia

rainbow riot capaA diversidade sexual está aumentando na produção musical mundial, vemos artistas LGBT tendo destaque no mundo todo, como por exemplo, a drag queen brasileira Pabllo Vittar fazendo parceria com a Anitta e estando presente no novo EP do Major Lazer. Porém em alguns locais do mundo é muito difícil ser um artista LGBT quando as leis não colaboram e é por isso que o “Rainbow Riots” foi criado.

Em uma tradução livre “Rainbow Riots” significa “Revolta Arco-íris”, o projeto visa dar mais visibilidade aos artistas que compactuam com a luta da bandeira arco-íris, cantando músicas de importância e empoderamento para o público LGBT, porém, esses artistas vivem em locais onde ser LGBT é ilegal, levando a prisão ou até à pena de morte. Os países dos artistas incluem Uganda, Malawi  e Jamaica.

No álbum cada música foi escrita e/ou cantada por um artista LGBT  que vivem onde a violência homofóbica é um medo constante, todos os ganhos vão para o projeto do mesmo nome que luta pelos direitos das pessoas LGBT em todo o mundo. O compositor, escritor e ativista sueco Peter Wallenburg iniciou o projeto para ampliar as vozes das pessoas que muitas vezes foram silenciadas.

“Imagine que sua própria existência é um crime e que a polícia, as autoridades e as pessoas do linchamento o perseguem simplesmente porque você é quem você é. Eu criei o Rainbow Riots como um movimento para lutar pela liberdade contra a tirania”, disse Wallenburg.

rainbow riots danceO ativista sueco foi estimulado pelo desfile do Orgulho de Uganda de 2016 que, infelizmente, a polícia encerrou com uma invasão brutal e violenta. Enquanto muitos artistas permaneceram anônimos por medo da morte, alguns deles atribuem corajosamente seus nomes à sua música para se posicionar publicamente.

O lançamento do álbum está previsto para o dia 16 de Junho, mas a música “Equal Rights” de Mista Majah P. já ganhou bastante destaque no mundo todo, sendo usada como hino na campanha da ONU (Organização das Nações Unidas) chamada Global Goals lançada no dia 17 de maio desse ano.

Abaixo assistam o trailer do projeto com algumas das canções que estarão no álbum “Rainbow Riots” e se quiser adquirir o seu na pré-venda clica aqui para saber como. PS: O site oficial está em inglês.

 

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest