Brasil ganha primeiro reality show só com participantes lésbicas

1

10 lésbicas confinadas competindo pelo prêmio de 50 mil reais

O canal do Youtube “Censuradas Vlog” estreou, no dia 5 de janeiro, o reality show “Censuradas Reality Show”, primeira websérie lésbica interativa da América Latina em que o público decidirá o rumo da competição. Ao total, 10 mulheres desconhecidas foram confinadas e permanecerão por 2 meses, disputando o prêmio de R$ 50 mil mais uma viagem surpresa.

Apresentado por Levi (Luís Távora), a websérie promete fazer o público vibrar com as mais diversas situações vividas pelas participantes. A ideia principal é mostrar até onde cada competidora conseguirá ser fiel aos seus ideais e manter sua integridade na busca por seu objetivo.

“Nosso intuito é promover a visibilidade LGBTQI e mostrar que, mesmo pertencendo a um grupo, cada indivíduo é único”, explicou a baiana Vicky Fechine, idealizadora do projeto.

O canal Censuradas Vlog retrata o universo lésbico através de vídeos semanais. Criado em 2016, já possui quase quinze mil inscritos e mais de 1,2 milhões de visualizações. O novo reality show terá tradução simultânea para inglês, espanhol e português, a websérie almeja alcançar espectadores de outros países e permitir o acesso às pessoas com deficiência auditiva. “Democratizar o conteúdo é o passo inicial para um público fiel”, conta a atriz e jornalista baiana, Vicky Fechine.

Abaixo confiram os episódios do novo reality show de lésbicas:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Willamys Guthyers

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), assessor de Mídias Sociais em diversas empresas, crítico, político e ativista.

1 comentário

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest