Saiba tudo sobre a Sessão na câmara Municipal de João Pessoa “LGBT: Afirmando Direitos”

0
 Na sessão da câmara municipal de João Pessoa com o tema “LGBT:  Afirmando direitos” vários temas foram discutidos e logo de início houve o anúncio do decreto que transforma a assessoria de Políticas Públicas para diversidade humana em Coordenadoria Municipal de Promoção da cidadania LGBT e da Igualdade Racial. Nele terão 8 vagas para os movimentos sociais que serão:


1- Coordenador/a: Que foi dado o nome de Simone que será remanejada para a vaga.
1- Secretário(a) Geral: Que foi dado o nome de Fernanda Bevenutti que será remanejada para a vaga.
1- Secretário/a
1- Assessor de Projetos
2- Assessoria técnica de promoção da cidadania LGBT
2- Assessoria técnica de promoção da Igualdade Racial


De iníco houve a apesentação da travesti Malu Moreno com belas músicas, e a presença de várias pessoas representando vários orgãos públicos e dos movimentos sociais. São Elas:

Pedro Dunga Junior (Chefe de Gabinete da Prefeitura de João Pessoa) – que apresentou o decreto e falou da importância do movimento LGBT.

Iraê Lucena (Secretária da Mulher e da Diversidade Humana) – que falou sobre os projetos que a secretaria vem realizando, como criação do “espaço LGBT” e pelas tentativas de trazer a Ministra dos Direitos Humanas Maria do Rosário para construir uma política de combate a homofobia junto aosecretário de segurança e com o Governo do Estado.

Luciano Bezerra (Presidente do Movimento do espírito Lilás) – que falou sobre os crimes homofóbicos que ocorreram no Estado.

Desirê Cristina (Delegada da delegacia de crimes homofóbicos) – falou sobre os crimes homofóbicos, mas nós lgbt’s não esquecemos da fala preconceituosa que ela fez “nem todo crime contra homossexuais é homofóbico”.

Géo Laverna (Representante do Centro de Referência LGBT) – que falou sobre a homofobia contra travestis e transexuais no estado, e dos problemas que elas vem tendo coma polícia militar que tem atitudes homofóbicas.

Roberto Maia (Secretaria de Saúde) – Que continuou a fala sobre a oportunidade de falar sobre as políticas públicas para LGBT.

Valdenia Paulina (ouvdoria da polícia) – que ressaltou o caso dos grupos de extermínio que existem nesse estado.

José Neto (Comissão da diversidade sexual e direitos humanos da OAB) – que ressaltou o caso de Bruno Rapchaell que ainda não foi solucionado.

Silvana Nascimento (Núcleo de Direitos Humanos da UFPB) – que convidou todos e todas para o encontro da juventude LGBT que irá preparar para a Parada LGBT.

Marcella Arbia (Secretaria de Direitos Humanos) – que falou sobre a importância do decreto para a comunidade LGBT.

Uma fala muito importante foi a da vereadora Sandra Marrocos,que realizou a plenária e disse:

“Não Podemos mais sustentar o Brasil como o país mais homofóbico do mundo, a Paraíba não pode voltar a estar em primeiro lugar no índice de crimes homofóbicos feito pelo GGB, grupo gay da Bahia.”

Na plenária ela também falou que casais homossexuais poderão participar do projeto “Família acolhedora” e cuidar de uma criança em condições de risco, logo após a criança voltará para a família de origem, ou poderá ser adotada pela “família acolhedora”.

E que outras sessões venham para que os direitos dos LGBT’s sejam respeitados!

Facebook A Liga Gay

Compartilhe:

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Nós somos um website especializado em conteúdo voltado para LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com novidades sobre famosos, músicas e notícias em geral.

Os comentários estão fechados.

Pin It on Pinterest