Sábado tem live de Madblush no Youtube

0
  No próximo sábado, dia 4 de julho, o cantor e compositor gaúcho Madblush fará uma live, às 19h. Na apresentação, que será transmitida no canal do artista no youtube (http://bit.ly/MadblushYoutube), ele vai cantar faixas do álbum Cactus e também o mais recente lançamento – Isolados, single inspirado na pandemia do novo coronavírus.
Madblush também vai participar do 5º AMOR – Festival Internacional de Cinema LGBT+, realizado no Chile. Este ano, toda a programação do evento será on-line e gratuita. O show do artista na mostra será no dia 16 de julho.

Isolados é o novo single do cantor e compositor. A canção foi inspirada pandemia do novo coronavírus. Além das referências na letra, o isolamento social marcou todo o processo de criação do clipe. Produção, edição, maquiagem e figurino levam a assinatura de Madblush, que fez tudo sem sair de casa.

Com imagens captadas por Diego Nardi somente com um smartphone, o vídeo utiliza uma colagem de fundos e texturas oriundas da internet, colocando Madblush em vários ambientes usando chroma key e uma edição certeira. Na tela, muita cor, crítica e um visual camaleônico bem característico do artista, transitando entre o masculino e feminino pra ilustrar a música de uma maneira direta: Dinheiro? Presidente? Vírus? Arte? Música? Liberdade? Isso tudo está no clipe que chama o público a dançar e pensar sobre a atual crise sanitária.
Isolados é um protesto, uma crítica pop-trap pra dançar e dizer coisas que precisam ser ditas. Acredito muito e tenho feito isso no meu trabalho com a música. Posso ser pop e, ao mesmo tempo, compreendido falando coisas relevantes e saindo do lugar comum. Utilizando a minha música pra realmente tentar mudar as coisas, mostrar os meus pensamentos e opiniões. De uma maneira muito divertida e pra cima, por que não? – questiona o cantor.

Madblush começou a cantar em 2007, quando lançou o single I wanna be real. Na sequência, passou a compor as próprias músicas e atuar também como DJ em festas gays e alternativas. Com agenda de shows em Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, é considerado um dos nomes mais expressivos da geração tombamento e do movimento MPBTrans – termos usados para artistas que expressam a diversidade de gênero no mundo da música. Em 2018, lançou o álbum CACTUS e, no ano passado, foi indicado como revelação no Prêmio Açorianos de Música, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura da capital gaúcha.

   Em 2017, Madblush foi destaque no Gay Music Chart Awards- premiação do canal francês que acompanha a produção musical do gênero em todo o mundo. O artista venceu na categoria melhor clipe brasileiro de 2016 com Lovelovelove. Ficou ainda na lista dos vinte melhores clipes LGBT, de acordo com o Guia Gay São Paulo, com Não me diga o que fazer! No vídeo totalmente gravado com um Iphone, ele passeia por points famosos da vida noturna da capital paulista, como Rua Augusta, Avenida Paulista e bairro da Liberdade. Flertando com o rap nos vocais, deixa o recado no refrão: “Não me diga o que fazer! Não me diga o que pensar. Eu sou livre pra viver. Eu sou livre pra amar!”
   Também em 2017, o artista fez shows em Montevideo, no Uruguai, e participou do Queer Lisboa 21 – Festival Internacional de Cinema Queer. O clipe Brasil, com direção de Thiago Carvalho, foi um dos destaques da mostra na capital portuguesa.
Abaixo confira o clipe “Isolados”:
Fonte: Assessoria

Comentários

Comentários

Compartilhar

Sobre o Autor

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), assessor de Mídias Sociais em diversas empresas, crítico, político e ativista.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest